Conheça os vencedores do prêmio Pulitzer 2010


Prêmio de Fotografia para Craig F. Walker, do “The Denver Post”, por seu retrato íntimo de um adolescente que entra no exército durante a Guerra do Iraque, procurando por significado e masculinidade.

A Universidade de Columbia anunciou nesta segunda-feira (12) os vencedores da 94ª edição dos prêmios Pulitzer de Jornalismo, Letras, Teatro e Música.

O maior número de prêmios ficou com o “The Washington Post”, que venceu nas categorias reportagem internacional, reportagem especial, comentário e crítica. O jornal foi seguido pelo “The New York Times”, que ganhou nas categorias reportagem investigativa, reportagem explicativa e reportagem nacional.

O Pulitzer é uma das premiações de maior prestígio nos Estados Unidos. Distribuído desde 1917, foi instituído a partir do testamento de Joseph Pulitzer, proprietário de jornal que morreu em 1911. Os premiados, escolhidos por uma comissão de 18 integrantes, recebem US$ 10 mil (cerca de R$ 17,6 mil).

Veja quem foram os vencedores:

JORNALISMO

Serviço público
Bristol Herald Courier“, pelo trabalho de Daniel Gilbert sobre o mau gerenciamento dos royalties do gás natural devidos a milhares de donos de terra no Estado americano da Virginia.

Furo de reportagem
Equipe do “The Seattle Times“, pela cobertura impressa e on-line de um tiroteio que matou quatro policiais numa cafeteria e da perseguição aos suspeitos.

Reportagem investigativa
Barbara Laker e Wendy Ruderman, do “Philadelphia Daily News“, pela apuração que expôs um esquadrão desonesto da polícia, resultando em uma investigação do FBI e na revisão de centenas de casos criminais manchados pelo escândalo.

Sheri Fink, do ProPublica, em colaboração com a revista do “The New York Times”, pela crônica das decisões de vida ou morte feitas pelos médicos de um hospital que foi atingido pelo furacão Katrina.

Reportagem explicativa
Michael Moss e equipe, do “The New York Times“, pela apuração sobre carne de hambúrguer e outros itens de segurança alimentar que pôs luz, na versão impressa e on-line, sobre as deficiências das leis federais.

Reportagem local
Raquel Rutledge, do “Milwaukee Journal Sentinel“, por sua apuração sobre as fraudes e abusos em um programa de assistência infantil para pais com baixos salários, que eram extorquidos.

Reportagem nacional
Matt Richtel e equipe, do “The New York Times“, pelo trabalho incisivo, na versão impressa e on-line, sobre o risco de motoristas usarem telefones celulares, computadores e outros aparelhos eletrônicos.

Reportagem internacional
Anthony Shadid do “The Washington Post“, pela rica série sobre o Iraque e a retirada das tropas americanas.

Reportagem especial
Gene Weingarten, do “The Washington Post“, pela assombrosa história sobre pais de várias classes sociais que matam seus filhos acidentalmente por esquecê-los dentro de carros.

Comentário
Kathleen Parker, do “The Washington Post“, por sua perceptiva e espirituosa coluna sobre questões políticas e morais.

Crítica
Sarah Kaufman, do “The Washington Post“, por sua abordagem refrescante e imaginativa da crítica de dança.

Editorial
Tod Robberson, Colleen McCain Nelson e William McKenzie, do “The Dallas Morning News“, por seus implacáveis editoriais lamentando a disparidade social e econômica entre a metade norte da cidade, mais rica, e a metade sul.

Charge
Mark Fiore, autônomo, pelas charges do SFGate.com, por seu humor mordaz, pela pesquisa extensa e pela capacidade para destilar questões complexas e de definir um padrão elevado para seus comentários.

Furo de reportagem fotográfico
Mary Chind, do “The Des Moines Register“, por sua fotografia do momento em que um homem se pendura em uma corda improvisada para salvar uma mulher na água debaixo de uma barragem.

Fotografia especial
Craig F. Walker, do “The Denver Post“, por seu retrato íntimo de um adolescente que entra no exército durante a Guerra do Iraque, procurando por significado e masculinidade.

LETRAS, TEATRO E MÚSICA

Ficção
Tinkers”, de Paul Harding, uma poderosa celebração da vida sobre como pai e filho, na Nova Inglaterra, enfrentaram sofrimento e alegria, transcendendo suas vidas e oferecendo novas maneiras de perceber o mundo.

Teatro
Next to Normal“, de Tom Kitt (música) e Brian Yorkey (livro e letras), por ser um poderoso musical de rock que trata das doenças mentais em uma família do subúrbio e amplia a gama de assuntos abordados nos musicais.

História
Lords of Finance: The Bankers Who Broke the World“, de Liaquat Ahamed, por ser um relato convincente de como quatro banqueiros poderosos tiveram papéis cruciais no decorrer da Grande Depressão, transformando os Estados Unidos em um líder econômico mundial.

Biografia
The First Tycoon: The Epic Life of Cornelius Vanderbilt“, de T.J. Stiles, por ser um retrato penetrante de um complexo titã que revolucionou os transportes, acumulou uma vasta riqueza e moldou a economia como ela é até hoje.

Poesia
Versed“, de Rae Armantrout, por sua esperteza e linguagem inventiva, oferecendo poemas que são como pequenas bombas de pensamento que explodem na mente após a primeira leitura.

Não-ficção
The Dead Hand: The Untold Story of the Cold War Arms Race and Its Dangerous Legacy“, de David E. Hoffman, por documentar em narrativa a competição terrível entre duas superpotências e como as armas de destruição em massa ainda põe em risco a humanidade.

Música
Violin Concerto“, de Jennifer Higdon, por combinar lirismo fluente e virtuosidade brilhante.

Homenagem especial
Hank Williams, por sua habilidade como compositor que expressou sentimentos universais com uma simplicidade aguda e teve um papel fundamental em transformar a música country em um dos principais aspectos musicais e culturais no estilo de vida norte-americano. (FolhaOnline)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: